Palavras geniais que um dia ainda vamos dizer

O português é uma língua maravilhosa, rica, com palavras e definições para tudo e mais alguma coisa. Mas há expressões em que o inglês é imbatível. Como estes neologismos que encontrei no BuzzFeed. Todos eles fazem sentido e aplicam-se na perfeição em muitos aspectos da (minha) vida. Tanto que podia ter sido eu a inventá-los.

modern word chairdrobe

Tenho uma chairdrobe em permanência no meu quarto, que duplica de tamanho à medida que a semana vai chegando ao fim. Não sou tão adepta do floordrobe, porque gosto sempre de reencontrar algumas peças de roupa em estado de serem usadas imediatamente, se for o caso. É um hábito que mantenho desde a adolescência, apesar de, ainda hoje, conseguir ouvir a voz da minha mãe a mandar-me, sem sucesso, arrumar a roupa da minha chairdrobe.

modern word bedgasm

Tenho disto todos os dias. Diria mesmo que não há sensação melhor. Os 40 são lixados…

modern word carcolepsy

Acontece-me em todos os meios de transporte. Comboio. Barco. Avião. Carro, desde que não vá ao volante. Sou aquela pessoa que aproveita todos os momentos mortos para pôr os sonos em dia. Viagens longas são um festim de sonhos. As curtas são o suficiente para babar o passageiro do lado, falhar estações de metro, cabecear no táxi. Carcolepsy. Agora tudo faz sentido. Sou uma pessoa doente.

modern word unbarrassed

Técnica que utilizo frequentemente quando sou apanhada pela polícia em plena infracção de trânsito. Faço o meu ar mais clueless, peço muita desculpa e costuma resultar. Regresso a casa sem multa, apenas uma admoestação simpática. Algo que deixa o meu marido – coleccionador de contra-ordenações, penas suspensas e operações stop de horas – fora de si.

modern word masturdating

Genial. A minha palavra preferida até agora. Não é coisa que pratique muito, a não ser que ir sozinha ao supermercado conte como um date comigo mesma.

modern word ambitchous

Uma técnica que não domino. Mas gostava.

modern word textpectation

Amigos e família queixam-se que os faço sofrer disto. Lamento. Nunca gostei de sms…

modern word epiphanot

Esta é uma sensação que experimento constantemente a trabalhar. “Quem foi que teve esta ideia ridícula?!”, pergunto sabendo de antemão a resposta. Fui eu. Sempre a mesma idiota. Geralmente acontece mais quando o fecho se aproxima e as dificuldades se multiplicam… Ossos do ofício.

Artigos Relacionados

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *