Breaking news: mãe sobrevive a hooliganismo precoce

Olá, chamo-me Rita e sobrevivi à festa de seis anos do meu filho. Se isto fosse um grupo de auto-ajuda, eu começaria o meu post assim. Não é, mas começo na mesma. Escrevo na ressaca de uma semana louca. Mais uma. Andei desaparecida estes dias todos, com um enorme peso na consciência por deixar o meu blog ao abandono. Mas teve de ser. Mais um fecho complicado, mais uma montanha de caracteres para escrever. Pelo meio, os anos do meu pequeno Rodrigo. Uma festa para organizar, convites, confirmações, bolos para encomendar, ingredientes para comprar, presentes, balões e tudo a que uma criança de seis anos tem direito.

Há dois anos que me defendo. Não não há festas em casa, é tudo fora, em spots alugados para o efeito. Assim a criançada brinca à solta, escouceia à vontade e vai para casa, três horas depois, com a barriga cheia de batatas fritas e gomas, pronta para dar aos pais uma noite descansada. Desta vez não foi diferente. Melhor ainda: juntei-me com outra mãe e organizámos a festa dos nossos filhos versão 2-em-1. Poupámos dinheiro mas, mais que isso, poupámos-nos a um fim-de-semana de motorista, com as crianças a pular de festa em festa. Além disso, quatro braços fazem mais e melhor que dois.

Tudo correu às mil maravilhas, num desses sítios com insufláveis, rappel, slide e escalada, para estafar bem os pequenos bárbaros. Ninguém partiu a cabeça, braços ou pernas, por isso o dia ficou ganho. Mas não escapámos à batalha de pipocas – vou poupar-vos à descrição de como ficou o chão. E ainda apanhei um pequeno hooligan empoleirado na mesa a esfaquear o bolo, qual Chucky Diabólico enraivecido. Para o que havia de estar guardada… Enfim, para o ano há mais. Possivelmente no estádio do Aston Villa. Com a polícia de choque presente.

Eram 19 Chuckies à solta. Fizeram batalha de pipocas, assassinaram o bolo à facada. Sobrevivi. Barely...
Eram 19 Chuckies à solta. Fizeram batalha de pipocas, assassinaram o bolo à facada. Sobrevivi. Barely…

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *