Gin que se bebe bem e se come melhor

Tenho mixed feelings em relação a esta moda do gin. Se, por um lado, continua a ser a minha bebida de eleição – em caso de dúvida, escolho sempre um gin tónico -, por outro, tudo o que é demais enjoa. Chateia-me, por-dá-cá-aquela-palha, ter de levar com a tentativa de evangelização de amigos recentemente convertidos à bebida trendy do momento, fãs de carteirinha que coleccionam colheres torcidas, sabem de cor mais marcas de água tónica do que capitais mundiais, e se acham experts em botânicos e suas harmonizações. À parte disso, acho tudo óptimo. Até que este fenómeno alcoólico tenha direito a Dia Nacional. E esse está para acontecer. É já no sábado, dia 27, adjudicado desde 2013 como o primeiro sábado de Verão.

DNGT15

São muitas as iniciativas criadas para celebrar o Dia Nacional do Gin Tónico 2015. Na página da Gin Lovers há uma agenda bem completa de tudo o que vai acontecer, desde o lançamento do gin da marca Gin Lovers até sugestões de pratos criadas por vários chefs, como Miguel Laffan (L’And), Leonel Pereira (São Gabriel), Ljubomir Stanisic (100 Maneiras), ou Pascal Meynard (Ritz Four Seasons). Mas o meu destaque vai para este último, que, revertendo a ordem natural das coisas, partiu do gin para criar um menu gastronómico que tive a oportunidade de experimentar e que vai ser a estrela do Ritz neste dia.

Neste jantar gin-cêntrico, feito com a ajuda do know-how da Gin Lovers, Meynard convida os participantes a mergulhar num universo multissensorial onde o pairing é feito a todos os níveis. Esta bebida destilada é a rainha da noite e todos os detalhes contam: desde a qualidade do gelo – feito com água desmineralizada, em enormes pedras translúcidas cortadas em rodelas que ajudam a manter o gin tónico na temperatura ideal -; à escolha da tónica; passando pela eleição do recipiente a servir, que pode ser um copo de boca larga ou uma inocente chávena de chá; a preparação a preceito dos ingredientes a usar para a aromatização; terminando no gin que inspira cada receita.

Tomate em Textura
Tomate em Textura com Basil Smash

Meynard apostou alto e usou vários trunfos na criação deste jantar. O delicioso amuse-bouche chega com efeitos especiais. Há toranja e flor de laranjeira fumados com gelo seco, para prepararem o terreno para a chegada do Tomate em Textura. Um prato que se come com os olhos, e onde o tomate se apresenta em gelatina, em espuma, prensado, e se faz acompanhar do delicioso cocktail Basil Smash. O gin e o manjericão fundem-se na perfeição com o tomate, uma prova da genialidade do chef executivo do Ritz.

Camarão Obsiblue em Bouillon de Bergamota e Gengibre
Camarão Obsiblue em Bouillon de Bergamota e Gengibre

Segue-se a entrada, Camarão Obsiblue em Bouillon de Bergamota e Gengibre, inspirado nos botânicos fundamentais do gin premium Beefeater 24 – zimbro, coentro, casca de laranja, lírio, amêndoa. Ingredientes que não vão faltar no ritual do chá – na verdade um gin servido em chávena de chá, que terá direito a uma infusão de chá verde com folha de bergamota e cardamomo, feita pelos comensais no momento de servir e que realça o sabor natural deste gin.

Dourada Rosa, Bivalves Fumados, Carpaccio de Daikon, Funcho e Limequat
Dourada Rosa, Bivalves Fumados, Carpaccio de Daikon, Funcho e Limequat

Para prato principal, o chef optou por uma Dourada Rosa com Bivalves Fumados, Carpaccio de Daikon , funcho e Limequat, acompanhado de um surpreendente Tanqueray Ten Fumado com Tomilho-Limão. Um sabor-aroma que se irá manter ao longo de todo o prato, ainda que depois experimentemos uma infusão de limequat – com a ajuda de uma pinça de bambu – que dará a este gin uma nova vida. Os pratos/copos fumados são uma tendência a explorar, sem dúvida.

Morangos do Ribatejo, Biscoito de Chá Verde, Sorbet de Ruibarbo, Gelificação de Gin em Shot de Morango
Morangos do Ribatejo, Biscoito de Chá Verde, Sorbet de Ruibarbo, Gelificação de Gin em Shot de Morango

O festival de sabores e texturas não podia acabar sem uma sobremesa à altura do acontecimento. Para isso, Pascal Meynard contou com a experiência doceira do seu chef pasteleiro Fabian Nguyen. Este apresentou um colorido prato de Morangos Frescos do Ribatejo com Biscoito de Chá Verde, Sorbet de Ruibarbo, Gelificação de Gin em Shot de Morango. A acompanhar, um gin destilado in loco durante o jantar. Eu não disse que ia ser uma experiência multissensorial? A refeição finaliza com café e bolachas de zimbro, para não destoar.

 

Agora vamos a detalhes: este jantar acontece só no dia 27 – infelizmente – no Restaurante Varanda, no Ritz Four Seasons Hotel Lisboa. O menu Gínico custa 72 euros já com bebidas incluídas e começa às 21h00, sendo que às 20h30 é servido um welcome drink.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *