Going nude

 

Um clássico nunca sai de moda. É como uma camisa branca. Um vestido preto. Uns jeans básicos. Depois de anos a percorrer o pantone em experiências cromáticas nas mãos – dos encarnados-sangue aos cor-de-rosas, dos laranjas fluorescentes aos corais, dos azulões ao preto-brilhante, em contraste ou em pendant com os pés – este ano foram os nudes a levar a melhor nas minhas preferências. Ficam bem com tudo. Com ou sem bronzeado. Em unhas curtas ou compridas. E são os melhores amigos das manicuras ineptas  e canhotas como eu. Se a coisa corre mal, disfarça, segue em frente. The show goes on.

“Toasted Sugar”, Tom Ford, 32 euros; “Honey”, Burberry, 19 euros; “Beige Pur”, Chanel, 23,50 euros; “Day Dreamer”, Michael Kors, 18 euros; “Sand Tropez”, Essie, 9,50 euros; “Beige Leger”, Yves Saint Laurent, 23,50 euros.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *