E pronto, já foi…

Estava a precisar. Para quê ter o cabelo imensamente comprido se depois anda sempre preso num rabo-de-cavalo? Deixei de ter tempo para tratar dele, para fazer máscaras, para o secar durante horas. Ainda por cima diz que o curto é a grande tendência. Vamos lá, Stephane, cortar sem olhar para trás! E foi. Ficou no chão e dava para encher uma almofada loira.

Artigos Relacionados

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *