Miss Daisy vai com Mr. Hoke ao Moulin Rouge

Parece um exemplar da sofisticada pastelaria francesa, mas não. “Miss Daisy” é um bolo português e vem de São Martinho do Porto. Uma bolacha muito crocante recheada com gelado de chantilly e pedaços de ananás, tudo coberto com uma quantidade generosa de ovos moles. Mistura improvável? Não, deliciosa.

Miss Daisy é uma das sobremesas que nasceram da criatividade de Lubélia Nascimento. Desempregada aos 53 anos, decidiu desafiar o destino e criar o seu próprio emprego. Sempre gostou de inovar na cozinha e de fazer doces. Começou a vender as suas criações doceiras em restaurantes. As encomendas foram crescendo e passado uns tempos abriu uma loja, junto ao mercado de São Martinho. Dali enviava sobremesas frescas e ultracongeladas para vários pontos do país. Mas o verdadeiro trampolim para o sucesso foi a participação no programa de televisão Shark Tank. O empresário Tim Vieira apostou na mão doceira de Lubélia Nascimento e o negócio expandiu-se e profissionalizou-se. À “Miss Daisy” vieram juntar-se a “Miss Daisy Champanhe” – de champanhe e chocolate -, o “Mr. Hoke” – um supremo com três texturas de chocolate -, o “Moulin Rouge” – uma panna cotta de baunilha com caramelo -, o “Thriller” – com coco – e a “Pantera Cor-de-Rosa” – com framboesas. Em tamanho grande ou miniatura, todos deliciosos.

Além de fazer entregas em casa, é possível, agora, encontrar as sobremesas – e alguns salgados também – Miss Daisy no supermercado do El Corte Inglès. Mais uma ideia para levar para a mesa de Natal uma sobremesa diferente. Sofisticada, sem frituras, sem caldas de açúcar. Se é para ingerir vários milhões de calorias, que seja com estilo e em português.

 

 

 

Artigos Relacionados

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *